Praticar o desapego é abrir espaço para renovação. - O Espaço - Equilíbrio, empatia e prática Praticar o desapego é abrir espaço para renovação.

Praticar o desapego é abrir espaço para renovação.

2017/02/07 | Nenhum comentário | |


Olá! Tudo bem com você?

Hoje quero dividir contigo um conteúdo exclusivo, dedicado apenas aos melhores da comunidade. É que mês passado conversamos sobre desapego na Segundinha do O Espaço

A Segundinha é o nosso bate papo semanal via email: todo início de semana, pela manhã, a gente envia um email compartilhando uma dica, ideia, reflexão ou inspiração, separado por nós com muito carinho e sendo sempre um conteúdo rápido e de valor.

Toda nova semana é um recomeço. Temos pela frente sete novas páginas em branco e a oportunidade de pintar o novo com pincéis e cores diferentes.

E para que essas oportunidades únicas não se percam no meio da nossa difícil rotina, a Segundinha vem como um pequeno ponto de respiro. Um suspiro antes do próximo mergulho.

Tá afim? Para participar é grátis:

Participe da comunidade via email

* indicates required



Dessa vez, tivemos ótimas interações com várias pessoas que se sentiram motivadas a praticar o desapego e se desprender de velhas coisas que empoeiram a mente, abrindo a janela para a circulação de ar novo e fresco.

Também por isso que compartilho isso com você. Vamos lá?

Segundinha #11 – Praticando o Desapego



praticando o desapego


Para seguir nessa boa pegada de janeiro, vamos falar da renovação que vem através do desapego.

Abrir mão de uma coisa velha é criar espaço para o novo, o fresco e o diferente.

Aquela roupa que está há anos esperando nossa dieta para caber no corpo... Aqueles pares de sapatos comprados só porque estavam na promoção e que no fundo sabemos que nunca vamos usar... Aquele porta retrato quebrado que temos a intenção de consertar um dia... Aquele presente bonito que a gente ganha mas que na verdade não combina com o nosso jeito... Aqueles livros então... Nem se fala! 

E mais, situações pendentes e casos mal resolvidos. Conversas que precisam acontecer e não acontecem. Aquele telefonema que a gente fica enrolando para dar. Aquele perdão que a gente precisa pedir ou que a gente se reluta em aceitar por causa de algum orgulho. Aquela ideia legal, aquele insight que a gente quer mostrar pra alguém e não mostra por algum receio...

Ciclos que nunca são fechados.

Por comodismo.
Por receio de conflito ou julgamento.
Por zona de segurança, por zona de conforto.
Por medo. Por ego

E que vão se acumulando na nossa mente como um quarto acumula coisas antigas. Às vezes a gente tenta colocar algo mais no cantinho para não incomodar tanto. Às vezes a gente até esquece daquilo... Mas nunca deixamos de carregar o peso de uma mente abarrotada de coisas velhas e pontas soltas. Isso tudo é energia bloqueada. Nosso interior vai se enchendo de poeira e pode acabar como uma casa abandonada.

Mas janeiro é um bom mês para faxina, não é verdade? Fazer uma limpeza e seguir o ano com mais brilho, mais leveza e mais vida. Esse é o convite da segundinha de hoje. Uma limpeza material e não-material.

Não falo de jogar tudo fora em um impulso. Mas de se desapegar como um ato de auto-cuidado. Como o podar das plantas, essencial para o seu crescimento bonito e saudável. É sentir o espaço se abrindo com o partir do velho e estar presente e livre para o novo que se aproxima. 

Você topa?

Para ajudar nesse exercício, gostaria de dividir com você algumas perguntas que podem deixar essa uma tarefa mais palpável:

1) Há quanto isso está me bloqueando?
2) Por que não consigo me desapegar?
3) O que posso fazer para caminhar em direção ao desapego hoje?
4) Como me sentirei ao conseguir fechar esse ciclo? Mais leve? Em dia? Mais feliz?
5) Quais oportunidades se abrirão com o fim deste?

Gostou? Mãos à obra! Não se esqueça de participar da nossa conversa via e-mail para mais ar fresco na mente:

Participe da comunidade via email

* indicates required



Você sempre pode se relacionar com a sua liberdade de fazer diferente.

Espero que tenha gostado! Se assunto te interessa, não deixe de conhecer o curso Organização Emocional, da nossa amiga Pati Penna.

Link aqui

Grande abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário