top of page

Psicoterapia online para jovens, adultos e idosos

Olá, sou Lucas Alves, psicólogo clínico (CRP 04/69522), facilitador de Comunicação não violenta (CNV) e criador da comunidade O Espaço.

Meu trabalho em psicoterapia se dá a partir da psicologia histórico-cultural, carregando comigo todo o aprendizado da minha trajetória na CNV.

Se você busca por um atendimento humanizado, de sólidas bases científicas e que leve em conta os atravessamentos sociais do seu contato histórico-cultural, agende comigo a sua sessão!

Sou Lucas Alves psicólogo clínico preparado para cuidar de você
uma terapia que cuida de você e da sua história de vida

A clínica histórica-cultural

A psicoterapia a partir da clínica histórico-cultural atua como mediadora do processo de encontro da pessoa em atendimento com a sua história, a sua cultura, o seu pertencimento, com aspectos macro e microssociais que constituíram o seu desenvolvimento, o que leva a ressignificação e à elaboração de novos sentidos de viver.

A PHC oferece um olhar aprofundado para as questões fisiológicas do nosso corpo, sem que isso implique em reduzir todos os nossos processos psicológicos, que são complexos e multifatoriais, a respostas biologizantes simplórias. É preciso compreender a sua trajetória, suas vivências, suas motivações e desejos, para um entendimento mais adequado daquilo que dói e faz sofrer.

A comunicação não violenta

A comunicação não violenta é uma proposta vivencial, de base humanista, desenha pelo pelo psicólogo Marshall Rosenberg, que apoia a construção de relações mais saudáveis, autênticas e empáticas, com nós mesmos, com os outros e com o mundo.

 

Além de todo o preparo da formação em Psicologia, minha jornada facilitando CNV desde 2017, através da comunidade O Espaço, desenvolveu a minha sensibilidade para a escuta e o acolhimento, me proporcionando um olhar humanizado para além de vieses morais, o que é fundamental para a boa prática clínica.

Algumas, dentre várias, questões que você pode cuidar em psicoterapia:

Insônia

Traumas

Relacionamentos

Estilo de vida

TDAH

Mediação

Comunicação

Compulsões

Autocuidado

Soft Skills

  • Como faço para agendar a minha primeira sessão?
    Fico feliz que você tenha tomado essa decisão de cuidar de você! Para agendar a primeira sessão, basta entrar em contato por aqui e me contar um pouco da sua demanda. Depois a gente conversa sobre o melhor dia e horário pra você e pronto, daremos início ao seu processo!
  • O que dizer na primeira sessão?
    A primeira sessão é o momento do nosso primeiro contato. Você pode me contar um pouco sobre a demanda que te fez buscar a terapia, conhecer a minha forma de trabalho e tirar as suas dúvidas sobre o processo terapêutico. Também é o momento em que fazemos os primeiros combinados e alinhamos os dias, horários, frequências e valores.
  • Preciso revelar minha intimidades e segredos para o psicólogo?
    A terapia é um espaço seu. Para o seu cuidado. Você deve se sentir à vontade e seguro para compartilhar apenas o que deseja. O importante é que você receba acolhimento naquilo que escolher dividir com o terapeuta. Aos poucos nós iremos construindo uma relação. A relação terapêutica. Um vínculo de confiança e compreensão que vai se tornando um lugar possível de trazer aquelas vivências que são mais difíceis de trazer. É uma construção natural e que respeita o seu tempo e ritmo.
  • Como são os atendimentos?
    Eles podem acontecer de duas formas: 1) de forma remota, via Google Meet. Nessa modalidade é importante que você tenha um espaço com silêncio e privacidade para realizar a sessão. 2) de forma presencial em Belo Horizonte, são locais disponíveis: - região noroeste - área hospitalar. Cada atendimento tem duração de 50 minutos e acontece, geralmente, em uma frequência semanal.

Lucas Alves Martins Felipe
CRP: 04/69522

Importante: não é possível que eu faça atendimentos de emergência em casos de crises suicida.

 

Durante uma crise ligue para o CVV - 188

 

Em caso de emergência, procure o hospital mais próximo.

Havendo risco de morte, ligue imediatamente para o SAMU (telefone 192).

bottom of page